Pular para o conteúdo principal

Postagens

A fórmula da escrita e da revisão do texto

A receita é escrever muito e revisar depois. Quão importante é a forma em um texto? E a coerência? Vários elementos concorrem para a consistência textual; não podemos fazer distinção qualitativa entre um e outro, não podemos ter preferências. Todo revisor de textos é um pouco maníaco ao ler, procura erro de digitação, observa cada detalhe do texto e vê desvios sutis da norma, imperceptíveis a olhos menos treinados, também, fica horrorizado se um romance contém um erro significativo, mesmo que não tire os méritos do resto da história. Muito revisor parou de ler blogs porque cansou de encontrar problemas de ortografia , blasfêmia do texto contra si mesmo. Se outro leitor perceber um erro de digitação, mas estiver feliz porque o post foi bom, continua lendo – o revisor para e não volta ao blog nunca mais. Escrever textos é uma prática, revisar textos é outra prática, são atividades complementares e não há como se excluírem. Aqui em nosso blog acontece isso! Publicamos muito e, como autore
Postagens recentes

Para escrever um texto melhor

O grande esforço de quem redige, principalmente no caso dos textos acadêmicos longos, teses, dissertações, artigos, é aperfeiçoar seu texto e aperfeiçoar sua escrita. Escrever um texto é atividade que exige muito da pessoa , o que é normal, posto que seja uma atividade alicerçada em vários conhecimentos bem diferentes da fala e que se empregam menos que ela. Tal aspecto, por si, explica parcialmente porque aprender a língua escrita pode parecer com aprender a falar uma língua estrangeira! Escrever textos longos requer atençãoe apoio de revisor competente. Você deve estar consciente do fato que sempre sobram erros linguísticos em seu trabalho escrito – sejam poucos ou muitos! Hoje se sabe que é quase impossível escrever sem cometer desvios das normas ou lapsos, pela simples razão de que é impossível dividir a atenção entre o conteúdo (expressão e gestão das ideias) e a forma (transcrição gráfica apropriada). O domínio da língua escrita advém, em boa parte, mais da capacidade de reescri

Revisor de textos: formação e mediação

O revisor é o ator principal da revisão profissional, pois ele é tão essencial para o trabalho de revisão quanto o texto, ele é o foco desta obra e seu trabalho, a revisão do texto, é a prática e o produto que o define. O revisor profissional é aquele que tem a tarefa de corrigir e aprimorar o escrito de outrem, fazendo as modificações e as adequações necessárias, em diálogo aberto com o autor, de forma a contribuir para a qualidade da publicação. Neste livro, a natureza do serviço de revisão é vista em função da pessoa do revisor; vamos discutir e procurar subsidiar a formação de revisores e a mediação que ele exerce em relação aos escritos e ao mercado linguageiro e livresco. Para comprar, clique aqui. Este livro é sobre o revisor de textos profissional, sua atuação, sua formação, sua messe e as relações funcionais de sua jornada de mediação. Para evidenciá-lo, temos que tratar da revisão de textos – sua prática, pois o ofício se define pelo exercício. Adotamos o conceito de mediação

Revisão de textos: interferência e intercessão

Revisão é a atividade de interferência alterna no texto: o revisor se posiciona como intercessor, uma dentre as múltiplas personas que têm voz; estamos tratando da reconsideração do escrito, tendo em vista cada letra, sílaba, som ou frase – bem como de todos os conjuntos possíveis desses elementos, analisados clínica e conjunturalmente, com o sentido da visão metódica, racional, aplicada sobre todos os ângulos, em conjunção à vivência que o autor e os colaboradores tiveram do texto. Este livro é um diálogo entre pares, de revisores para revisores. É lição do revisor mais experiente para o menos calejado, mas esperamos que a obra venha a ser uma abertura para a comunicação também no sentido inverso: as lições que vierem dos leitores também nos serão de grande valia. Compre clicando aqui. Compre clicando aqui. O conjunto de interferências efetuadas pelo revisor tem que estar perfeitamente contextualizado; tudo que for possível deve ser discutido com o autor, de tal sorte que nenhuma alte

Revisão de textos: teoria e prática

Revisão de textos: teoria e prática – é a contribuição que trago aos colegas revisores, tanto aos já experientes quando os que estejam em formação. Partilho aqui a experiência de mais de dez anos revisando, estudando, publicando e aprendendo sobre o assunto. A revisão profissional de textos é atividade em expansão, principalmente em função do aumento na produção de textos. Mas o revisor segue sendo improvisado, um profissional sem critério estabelecido de formação, sem mesmo bibliografia consolidada que o subsidie no ofício. Revisores têm sido formados revisando, foi assim que me formei. Mas uma nova geração de revisores já desponta, com os diversos cursos, novos e incipientes, que têm tentado formar para a revisão. Esse pessoal que ingressa no mercado do texto precisa da lição e da experiência de quem já está no ramo e tem muito a nos oferecer, por isso ofereço a todos esse livro, cuja proposta é a partilha da experiência adquirida, trata-se de obra estritamente sobre a revisão, com s

O desempenho do revisor de textos

A performance do revisor não modifica o texto  O papel desempenhado pelo revisor é o de garantir que os pensamentos gerados na mente do leitor durante a leitura sejam o mais próximos possível das ideias pretendidas pelo autor no processo de escrita. Normalmente, quando o leitor se depara com frases ambíguas ou obviamente erradas, ele tenta adivinhar o que o autor pretende dizer, nesse processo ocorrerão diversos desvios de sentido. Linguagem imprópria ou inadequada pode causar ambiguidade e distrair os leitores, reduzindo o impacto da mensagem. O autor precisa se garantir para que suas palavras possam registrar efetivamente seus pensamentos e que os leitores possam compreendê-los sem distorção. A tarefa do revisor é garantir a comunicabilidade do texto assegurando sua fidelidade ao autor. Os revisores são considerados profissionais responsáveis por aferir os escritos, fazer modificações ortográficas, gramaticais e sintáticas e realizar harmonização gráfica e padronização de texto. Uma

Normas básicas de digitação

Vale a pena digitar corretamente. A digitação correta é uma prática em desuso. Quase ninguém mais se preocupa com conceitos básicos da datilografia que foram transposto à digitação. Entretanto, formatar uma tese ou dissertação é infinitamente mais complexo que saber digitar num processador de textos. Nada dispensa a boa revisão . Um dos motivos pelos quais  o trabalho do revisor é  indispensável é porque  ninguém mais digita como  se deve. Aqui estão alguns problemas que sempre identificamos nas digitações problemáticas: A lacuna que separa os elementos gráficos (por exemplo, entre duas palavras) deve ser feita por um e apenas um espaço. O recuo do parágrafo, o alinhamento recuado das citações ou das tabelas etc. devem ser feitos por tabulação (ou então pelo recurso de estilo ou modelo, dos programas de edição de texto do computador). Não há espaço antes da pontuação (ponto, ponto-e-vírgula, vírgula, dois pontos). Há um espaço (e apenas um) depois da pontuação (ponto, ponto-e-vírgul