Pular para o conteúdo principal

Linguística da revisão de textos

Doze pontos sobre a linguística da revisão

É essencial fazer a revisão depois de o texto estar pronto, mas pode ser de enorme utilidade a colaboração do revisor durante a produção da tese. Revisão detextos acadêmicos – teses e dissertações – são o foco de nosso trabalho. Fazemos formatação ABNT, APA, Vancouver. Também revisamos artigos, relatórios e obras literárias. Tudo que a Keimelion faz para você é aperfeiçoar texto de sua dissertação ou tese. Mas, atenção: nunca deixe a revisão de uma tese para a última hora, você pode não encontrar um bom revisor - ou ele pode estar com a agenda cheia, bons revisores sempre têm muitos clientes.

O revisor de uma tese considera a língua e o contexto. Nada pode escapar à revisão.
A Keimelion tem a melhor revisão para dissertação e tese.

Textos longos, sintaxe, semântica, filologia

1. Quando se trata da revisão de textos longos, a revisão é de enorme relevância e passa a requerer profissionais ainda mais destacados no ramo, profundos conhecedores dos gêneros textuais em que atuam e com alto grau de profissionalismo, capazes de cumprir prazos extremamente curtos com altíssimo grau de eficiência.
2. A sintaxe é a parte da linguística que estuda a articulação das palavras para formar frases gramaticais; é bastante óbvia a importância da sintaxe na intervenção em textos alternos (revisão de textos moderna), pois toda a concordância interna da frase depende dela, o sujeito que pratica a ação, o predicado que especifica a ação, processo ou estado, afirmando, negando ou perguntando, e os complementos – de todo tipo – devem estar harmonizados (coerentes e concordantes).
3. Muitas impropriedades semânticas são encontradas na maioria dos autores, portanto, o fragmento do texto em que as incorreções se situam e a interferência efetuada (palavra, frase, parágrafo ou texto) precisam ser indicados ao autor.
4. A filologia talvez seja a parte da linguística que menos afeta a ITA, em sentido pontual, e a que mais a afeta globalmente, pois quase todas as questões linguísticas têm raízes históricas.

Elementos remissivos, flexões, profissionalismo, linguística aplicada

5. A revisão do emprego dos elementos remissivos nos textos é feita para aprimorar as capacidades discursivas, os elementos linguísticos do texto que vão resultar na construção de sentido coeso e coerente.
6. O revisor de textos estará atento aos parâmetros de flexões com suas exceções; o flexionismo é abordagem importante para a ótica da revisão, pois as derivações das palavras podem ser problema em qualquer texto.
7. A revisão de textos tem experimentando grande evolução; ela já não pode ser considerada serviço temporário para professores, jornalistas, ou estudantes, mas se transformou em profissão que requer qualificação e treinamento especializados inclusive em controle e produtividade.
8. A revisão de textos, com as mudanças desdobradas em diversas especialidades, também se tornou campo de pesquisa pertencente à área de conhecimento da linguística aplicada.

Pragmática, pontuação, procedimentos, estilística

9. A pragmática inclui o conhecimento da dimensão comunicacional mais filosófica; como prática social concreta, ela analisa a significação linguística de acordo com a interação existente entre autor e leitor, no contexto do texto, considerando os elementos socioculturais em questão e os objetivos do processo comunicacional.
10. Há textos que, muitas vezes, são pouco mais que uma sequência de palavras, frases e parágrafos, entremeados por sinais de pontuação.
11. Procura-se investigar os problemas que a revisão enfrenta, visando torná-la mais profissional e dotá-la de melhor embasamento teórico, assim como se buscam procedimentos de interferência e controle que agreguem qualidade ao serviço do revisor de textos.
12. Há dois enfoques de estilística cujos cruzamentos interessam à revisão; o primeiro refere-se às variações linguísticas; o segundo, considera o emprego de tropos no texto.
Share on Tumblr

Postagens mais visitadas deste blog

Normas básicas de digitação

Vale a pena digitar corretamente. A digitação correta é uma prática em desuso. Quase ninguém mais se preocupa com conceitos básicos da datilografia que foram transposto à digitação. Entretanto, formatar uma tese ou dissertação é infinitamente mais complexo que saber digitar num processador de textos. Nada dispensa a boa revisão . Um dos motivos pelos quais  o trabalho do revisor é  indispensável é porque  ninguém mais digita como  se deve. Aqui estão alguns problemas que sempre identificamos nas digitações problemáticas: A lacuna que separa os elementos gráficos (por exemplo, entre duas palavras) deve ser feita por um e apenas um espaço. O recuo do parágrafo, o alinhamento recuado das citações ou das tabelas etc. devem ser feitos por tabulação (ou então pelo recurso de estilo ou modelo, dos programas de edição de texto do computador). Não há espaço antes da pontuação (ponto, ponto-e-vírgula, vírgula, dois pontos). Há um espaço (e apenas um) depois da pontuação (ponto, ponto-e-vírgul

Como escrever o resumo de sua tese ou dissertação

Melhore o resumo de sua tese ou dissertação. O resumo é parte necessária da apresentação final de uma tese , dissertação ou mesmo de um artigo. A versão final do resumo terá de ser escrita depois que você terminar de ler a sua tese para enviar ao revisor do texto. Um resumo prévio, escrito nas diferentes fases do seu trabalho vai ajudar você a ter uma versão curta de sua tese a cabeça. Isso vai conduzir seu pensamento sobre o que é que você está realmente sendo feito, vai ajudá-lo a ver a relevância do que você está trabalhando no momento dentro do quadro maior, e ajudar a manter os vínculos que acabarão por conferir unidade à tese (dissertação, TCC, artigo). Resumo é uma apresentação concisa dos pontos relevantes de um documento (NBR 6028:2003). O que é um resumo? O resumo é um componente importante da tese. Apresentado no início da tese, é provável que seja a primeira descrição substantiva do trabalho a ser lida por um examinador ou qualquer outro leitor externo. Você deve vê-lo com

Como escrever um texto acadêmico - as melhores dicas!

Aspectos gerais e específicos do texto acadêmico Um texto científico ou acadêmico é um complexo trabalho dissertativo ou narrativo que tem características próprias sobre sua concepção, criação e apresentação.  Bons textos científicos acrescentam conhecimento mesmo quando levantam novas dúvidas, novos problemas ou novas abordagens sobre uma questão, permitindo que leitores encontrem realidade e humanidade em palavras que foram completamente estruturadas para apresentar ou discutir um enfoque específico de um tema. Não importa qual tipo de texto você queira ou necessite escrever – pode ser uma tese de livre-docência, de doutorado, uma dissertação, monografia, um artigo científico, relatório – você precisará de disciplina, energia criativa e de dedicação para a pesquisa, criação, revisão e edição do texto. Apresentamos algumas sugestões para contribuir na redação. Cada tipo de texto científico tem suas características. Familiarize-se com o tipo de texto que pretenda produzir. Antes de c

Quinze dicas para a hora de defender a tese

Defesa de tese ou dissertação: hora H! Depois de ter concluído a tese , é essencial que o aluno se prepare para a apresentação oral do trabalho.  Um excelente texto não garante que a exposição na etapa final seja boa e, se o aluno não apresentar a tese de forma satisfatória, os examinadores podem subestimá-la ou até mesmo duvidar da preparação científica do candidato. O candidato se prepara redigindo o texto. A Kemelion prepara o texto, revisando e formatando. Geralmente a apresentação oral da tese é geralmente é feita por meio de slides em Powerpoint ® (ou software similar) contendo texto, figuras, tabelas, desenhos e fotografias . Bons slides não são tudo. O aluno deve estar preparado e conhecer ponta a ponta o conteúdo, coordenando bem a apresentação conforme explica os slides e se comportando de forma adequada durante essa etapa do trabalho. Abaixo apresentamos algumas dicas, tanto referentes à formatação e estilo da apresentação de slides, como à discussão da tese – aplicáveis a m

Dez dicas para a escolha do orientador da tese ou dissertação

Como escolher o orientador acadêmico Existem alguns prós e contras a se ter em mente ao escolher alguém importante para orientar sua tese de doutoramento ou a dissertação de mestrado. E existem muitos contras em se escolher alguém com má fama.  Discute-se sobre a qualidade, rigor, ética e preparação dos estudantes de pós graduação. Eles são monitorados, medidos e ridicularizado por seu despreparo ou pelo lento progresso para a conclusão do trabalho final, tese ou dissertação. Mas as inconsistências e problemas com os orientadores e as orientações que eles fazem costumam ser esquecidas nas críticas. A escolha do orientador é muito importante no início da pesquisa. Ao fim, o importante é escolher o revisor certo. O estudante escolhem o programa de pós-graduação que lhe interesse e deve escolher com rigor o orientador adequado.  Os piores orientadores compartilham três características imperdoáveis:  Não leem o texto dos alunos antes de os discutir;  Nunca se reúnem com o orientando;  S