Linguística da revisão de textos

1. Quando se trata da revisão de textos longos, a função é de enorme relevância e passa a requerer profissionais ainda mais destacados no ramo, profundos conhecedores dos gêneros textuais em que atuam e com alto grau de profissionalismo, capazes de cumprir prazos extremamente curtos com altíssimo grau de eficiência.
2. A sintaxe é a parte da linguística que estuda a articulação das palavras para formar frases gramaticais; é bastante óbvia a importância da sintaxe na ITA, pois toda a concordância interna da frase depende dela, o sujeito que pratica a ação, o predicado que especifica a ação, processo ou estado, afirmando, negando ou perguntando, e os complementos – de todo tipo – devem estar harmonizados (coerentes e concordantes).
Revisão e formatação de dissertação de mestrado se fazem na Keimelion.
O melhor revisor de texto
 trabalha em interação com o autor.
3. Muitas impropriedades semânticas são encontradas na maioria dos autores, portanto, o fragmento do texto em que as incorreções se situam e a interferência efetuada (palavra, frase, parágrafo ou texto) precisam ser indicados ao autor.
4. A filologia talvez seja a parte da linguística que menos afeta a ITA, em sentido pontual, e a que mais a afeta globalmente, pois quase todas as questões linguísticas têm raízes históricas.
5. A revisão do emprego dos elementos remissivos nos textos é feita para aprimorar as capacidades discursivas, os elementos linguísticos do texto que vão resultar na construção de sentido coeso e coerente.
6. O revisor de textos estará atento aos parâmetros de flexões com suas exceções; o flexionismo é abordagem importante para a ótica da revisão, pois as derivações das palavras podem ser problema em qualquer texto.

7. A ITA tem experimentando grande evolução; ela já não pode ser considerada serviço temporário para professores, jornalistas, ou estudantes, mas se transformou em profissão que requer qualificação e treinamento especializados inclusive em controle e produtividade.
8. A ITA, com as mudanças desdobradas em diversas especialidades, também se tornou campo de pesquisa pertencente à área de conhecimento da linguística aplicada.
9. A pragmática inclui o conhecimento da dimensão comunicacional mais filosófica; como prática social concreta, ela analisa a significação linguística de acordo com a interação existente entre autor e leitor, no contexto do texto, considerando os elementos socioculturais em questão e os objetivos do processo comunicacional.
10. Há textos que, muitas vezes, são pouco mais que uma sequência de palavras, frases e parágrafos, entremeados por sinais de pontuação.
11. Procura-se investigar os problemas que a revisão enfrenta, visando torná-la mais profissional e dotá-la de melhor embasamento teórico, assim como se buscam procedimentos de interferência e controle que agreguem qualidade ao serviço do revisor de textos.
12. Há dois enfoques de estilística cujos cruzamentos interessam à revisão; o primeiro refere-se às variações linguísticas; o segundo, considera o emprego de tropos no texto.

Leia mais postagens: