Pular para o conteúdo principal

Atividades de revisão: definições e conceitos

Definições e conceitos na atividade de revisar.

A revisão de textos se processa em sequência orgânica de etapas.

O objetivo da revisão – uma série de leituras cuidadosas e metódicas de um texto com vistas a melhorá-lo, modificá-lo ou corrigi-lo – é assegurar a qualidade da língua e a eficácia da comunicação. No mundo em que, cada vez mais, as pessoas estão escrevendo originais de todos os tipos e para diferentes meios impressos ou eletrônicos, tornou-se essencial chamar especialistas para fazer a revisão linguística.
Convocado para colaborar com vários intervenientes ou intercessores na cadeia de operações entre texto original e o livro publicado ou a tese defendida, o revisor deve estar familiarizado com os papéis de todos os membros da equipe e demonstrar expressivas qualidades relacionais.
O revisor deve também ter as competências necessárias para realizar todas as fases da revisão de um documento. Isto implica um conhecimento aprofundado da língua, dos seus recursos e das suas dificuldades. Além disso, a pessoa que executa a revisão deve ter boa capacidade de sintetizar, analisar e solucionar ou propor solução para os problemas, deve também prestar atenção cuidadosa aos detalhes, abstendo-se de fazer alterações desnecessárias.

Revisão de textos primária, preparação e cotejamento: etapas lógicas.

O revisor pode ser chamado para assumir funções como gerenciamento de projetos ou sua coordenação, preparação de índices, restauração de documentos ou editoração de material para a publicação. Estamos mencionando o conhecimento básico e as atividades fundamentais da revisão profissional, nomeadamente a revisão substantiva – ou revisão mecânica, a revisão de provas, a preparação de exemplares e o cotejamento (comparação) de textos.
Os tradutores profissionais também são demandados pela revisão comparativa dos textos traduzidos para o português. Essa atividade especializada, que representa uma faceta importante do trabalho de grande número de profissionais, presume o conhecimento de uma segunda língua. Como resultado dessa condição, a revisão comparativa não pode constituir um requisito fundamental para a revisão em português. Será, portanto, objeto de estudo separado e não vamos tratar dela aqui: não faz parte dos serviços que prestamos.
As descrições a seguir são usadas para identificar as principais tarefas inerentes à revisão e produção de um documento impresso ou eletrônico e agrupá-las de acordo com o processo lógico de revisão (revisão substantiva, revisão formal, preparação da cópia e finalmente revisão de provas / ou revisão primária, secundária… até a revisão final). No entanto, na prática, ocorre a sobreposição de tarefas e as variações do processo são inevitáveis.
O procedimento a ser seguido durante a revisão pode variar ainda segundo a necessidade de um documento para outro e de um projeto para outro, dependendo, por exemplo, da qualidade do texto inicial, da qualidade final desejada, das práticas estabelecidas na empresa ou da organização, método, rotinas e ferramentas de produção, variam ainda segundo os meios de comunicação escolhidos e, naturalmente, os orçamentos atribuídos.
A pessoa que tem o conhecimento necessário de língua e as habilidades descritas a seguir é capaz de trabalhar de forma independente e desempenhando revisão de boa qualidade.
Atividades de revisão de textos

Conhecimentos necessários para revisar

Em geral, o revisor deve ter conhecimento suficiente em relação a três áreas principais: a organização e produção do texto (linguística aplicada), o conteúdo da publicação (editoração), o layout e tipografia (design gráfico).
Revisão de primária, substantiva ou mecânica
A revisão substantiva implica uma leitura cuidadosa e metódica do texto com vista a adaptá-lo aos destinatários, clarificando seu conteúdo e reorganizando sua estrutura; é a revisão primária que vai “eliminar” os erros dos mais diversos tipos, trata principalmente de questões concretas sobre as quais a necessidade de interferência é pacífica.
Revisão da forma, secundária, ou de estilo
A revisão da forma visa melhorar o estilo do texto como todo pela atenção à sintaxe, ao vocabulário, à ortografia ou pela correção de pontuação, ela afere a coerência e a consistência materiais e infere a retórica proposta pelo autor, aprimorando-a.

Preparação da cópia

A preparação da cópia, ou de originais, consiste na uniformização e estandardização de um texto antes ou depois de revisado, de modo a torná-lo apto à paginação e impressão. A preparação inclui a aplicação das regras e convenções em uso, uniformemente, em todo o documento, informando o designer gráfico de quaisquer requisitos específicos que afetem a produção, ela impõe limites para a composição (layout) e afere critérios editoriais (manual de estilo) e formais (ABNT, APA, Vancouver, ISO…). Em determinadas circunstâncias, como as referentes aos textos acadêmicos, muitas dessas etapas estão agrupadas no serviço chamado de formatação.
Revisão de provas
A revisão de provas inclui qualquer verificação que se processe após o layout da página ou a etapa de integração do texto à Web. Seja a primeira verificação ou as subsequentes, é necessário examinar em particular a tipografia, a ortografia, a formatação do texto e todos os aspectos da apresentação visual, muitas vezas essa etapa se desenvolve em uma “boneca” do trabalho: uma impressão prévia, feita para tal fim.

Revisão comparativa

A revisão comparativa trata de assegurar que o conteúdo de uma publicação ou texto traduzido corresponda fielmente à versão original (por exemplo, em inglês). Normalmente, a revisão comparativa é feita, em primeiro lugar, ao preparar o conteúdo, após a fase de tradução e, em seguida, novamente, quando o documento é paginado ou pronto para ser colocado online. A principal diferença é que o texto original e o texto impresso (revisado e formatado) são colocados lado a lado para se conferir se houve desvios.
Share on Tumblr

Postagens mais visitadas deste blog

A importância da formatação e da revisão

A importância do trabalho de um bom revisor. O processo de revisão de textos requer várias leituras. Depois de longos meses de trabalho, seu romance parece pronto para ver a luz – sua tese está prontinha para ser depositada. O volume está lá, em sua mesa, ele olha para você e só espera para ser publicado ou defendida. Você lê e relê, até não aguentar mais, tentando encontrar a menor das imperfeições. Tem certeza de que fez tudo? Nunca se tem essa certeza! Os erros se escondem bem . A forma de uma obra é tão importante quanto o seu conteúdo e alguns erros podem irreparavelmente arruinar o seu sucesso. Por esta razão, é realmente importante dedicar muita atenção à fase de formatação e revisão. Share on Tumblr Seguir @keimelion Tweetar Fazer a formatação significa dar ao texto o cuidado pré-editorial, uniformizar a apresentação e, quando se trata de um texto acadêmico, aplicar rigorosamente aquele monte de normas que foram indicadas. A revisão é uma série de leituras cuidadosas

A revisão acadêmica: tese, dissertação, artigo

A revisão no universo acadêmico das teses. Uma tese bem revisada evita problemas e críticas desnecessárias na defesa. A complexidade do processo de revisão e a imprecisão do próprio conceito requerem que, antes de aprofundar em aspectos práticos, seja conveniente especificar em termos teóricos sua essência, a tipologia de textos com que trabalhamos e as várias modalidades que podem ser cobertas. Definição de revisão acadêmica Aperfeiçoamento de um texto científico ou tecnológico a fim de eliminar problemas ortossintáticos e propor incrementos à textualidade e à comunicabilidade. Objetos específicos da  revisão de textos científicos No âmbito da produção acadêmica, trabalhamos com diversos gêneros de textos, aplicando a todos o mesmo rigor linguístico e metodológico: teses de doutoramento, de pós-doutoramento, livre-docência e concursos para professor titular; dissertações de mestrado acadêmico ou profissional, TCC de graduação ou pós-graduação lato-senso, monografias de cu

Revisão de textos e SEO

O revisor costuma ser um dos primeiros a ter em mãos o manuscrito do autor.   Sua função é interferir no trabalho original buscando a perfeição , mas respeitando uma grande série de convenções. É necessário verificar a consistência do texto e, por vezes, assegurar o seu layout . Revisar um texto não é exatamente ir sobre ele e esperando detectar qualquer erro , todo erro e suprimir a possibilidade de erro. Se esse fosse o caso, muitos poderiam reivindicar ser revisores , bastando conhecer as regras mais comuns da língua, mas não é bem assim! Para revisar, antes de tudo, é necessário estar rigorosamente perto do perfeccionismo, mas é bem mais que isso. É claro, para os autores, os erros são muitas vezes tão sutis que ele nem sabe onde procurá-los. Para isso, é essencial recorrer a quem conhece as regras de  gramática (ortografia,sintaxe, conjugação, etc.), mas também de tipografia (caracteres, uso de maiúsculas, traços, etc.) e, sobretudo, é preciso encontrar um profissional compromet

Revisão de teses – o que faz um bom revisor acadêmico?

Revisar teses e dissertações requer experiência. Selecionar o revisor, contratar e acompanhar o serviço Ao selecionar um serviço de revisão de tese ou dissertação, você compra o trabalho altamente individualizado de um revisor ou de uma equipe de revisores. Portanto, é importante saber que qualidades procurar nesse revisor, ou naquela equipe, porque garantir que você obtenha o profissional certo é a única maneira de ter certeza de que a revisão de sua tese seja feita segundo o padrão necessário. A tese toda está em cada detalhe, o conjunto é o principal argumento. A primeira coisa a procurar – e isso é universalmente verdade para todos os revisores, independentemente do que eles estejam revisando – é a atenção imprescindível aos detalhes. Grande parte da tarefa do revisor é detectar erros muito pequenos, como hifens incorretos, ponto e vírgula representando dois pontos ou números notas de rodapé do lado errado de um ponto final. Perceber esses detalhes requer conhecimento linguístico

Etapas da revisão de textos

As etapas para uma boa revisão. Indicam-se algumas etapas no processo da revisão que garantam, quando seguidas, uma intervenção que elimine ambiguidades nas informações descrista na tese ou revisão . Além de saber exatamente qual é o propósito comunicativo do texto revisado, quais são as expectativas do cliente e dos destinatários e, consequentemente, o que levar em consideração durante a revisão, os revisores acham benéfico se puderem seguir etapas baseadas em um método cuidadosamente considerado e consciente. Sugere-se uma ordem ideal de etapas no processo de revisão, que, quando seguidas, garantam que os revisores possam focar em cada parâmetro adequadamente e no momento certo, que não percam nenhum aspecto do texto que precisa ser verificado, e que utilizem todos os elementos de sua competência nas fases apropriadas. É claro que o método sugerido se baseia em uma situação ideal, já que na realidade, pressionado por atribuições urgentes e prazos apertados, os revisores nem sempre