Pular para o conteúdo principal

Desafios na formação de revisores

Formação de novos bons revisores no Brasil

Uma reflexão sobre o ensino da revisão de textos não pode se limitar a contar uma experiência, por mais bem sucedida que seja – para defender a replicação da estratégia.

Da mesma forma, temos a veleidade de propor um programa ideal, uma espécie de modelo exemplar, do qual seria desejável chegar o mais próximo possível. Tal atitude pressuporia que a revisão fosse uma atividade singular, homogênea, claramente definida e perfeitamente limitada. A revisão começa e acaba por ser uma atividade plural, polimórfica e multidimensional. É por isso que tentar elaborar um quadro explícito para o ensino da revisão nos leva a questionar as circunstâncias em face. Se existem várias formas de revisão, o ensino também deve assumir formas diferentes. Além disso, qualquer ensino pressupõe recursos humanos e materiais que não são tão distribuídos ou, no caso da revisão, nem são abundantes.
Finalmente, o mercado de trabalho e as necessidades variam amplamente de país para país, o que restringe a replicação de um único modelo em escala global, e este não é o menor paradoxo nesta era de globalização. O ensino da revisão pode perseguir quatro objetivos principais:
  • discutir a teoria da revisão;
  • proporcionar a prática da revisão; 
  • formar futuros revisores profissionais; 
  • treinar formadores de revisores. Dependendo do objetivo, o ensino da revisão é organizado sob diferentes princípios.
 Esperamos que, ao longo do século XXI, seja possível propor uma estrutura de formação completamente diferente daquela bacharelesca e de cursos de pós-graduação (quase sempre caça-niqueis acadêmicos) que se limitam à retomada de gramática normativa temperada com alguma linguística aplicada. 
Após o ensino de Letras e a formação de professores de línguas fracassarem em capacitar revisores para o mercado, o paradigma da formação de revisores profissionais se transforma. A revisão não é mais vista como uma correção um pouco mais sofisticada e profunda, mas como processo de intercessão.

O melhor em revisão de textos é conosco.

Uma tese sem revisão profissional é um risco desnecessário.

Não se trata mais de colocar o texto em sua forma canônica, mas de promover o contato entre as pessoas: o autor de um texto e seu desejado leitor são os usuários da revisão desse texto. A revisão profissional, ao contrário da revisão pedagógica, aquela que se processa nos diversos níveis do letramento, tem dimensão funcional. O revisor atua como um relé na cadeia de comunicação, seu papel é “entender para fazer entender” (Durieux, 1995: 15). A teoria subjacente não é mais a linguística, mas a teoria comunicacional. Na verdade, o significado não está ligado às palavras, mas é construído a partir de palavras. Para isso, o revisor utiliza seu conhecimento linguístico, mobiliza seu conhecimento sobre o assunto e seus conhecimentos relacionados, muitas vezes solicitados por um jogo de analogia, leva em conta a situação de produção do texto reunindo todas as circunstâncias, o que lhe permite interpretar o escrito para fazê-lo emergir para significar. Então, o revisor se apropria da palavra; em outras palavras, é ele mesmo que ressignifica, por sua vez, para o leitor que agora é seu. Todo esse processo tem implicações para o ensino da revisão, tanto em termos de seu conteúdo quanto de sua organização.
Para formar revisores profissionais, o método de ensino é estruturado em duas etapas. Em primeiro lugar, o processo implementado na operação de revisão deve ser desmembrado para identificar as etapas sucessivas, isolá-las e fazê-las funcionar separadamente. Em segundo lugar, é útil familiarizar os revisores aprendizes com sua futura profissão, colocando-os em situações de simulação das condições de prática da profissão. Nesse sentido, o professor fará questão de fazê-los trabalhar em textos autênticos e integrais, constituindo algum tipo de exemplo representativo dos textos que enfrentarão em suas vidas laborais. Percebe-se que, embora a primeira fase dessa ação didática tenha o caráter fundamental que lhe confere escopo universal, a segunda está parcialmente subordinada às características do mercado de trabalho para o qual os revisores aprendizes são treinados. A primeira, a abordagem metodológica, consiste em uma série de conteúdos coordenados destinados a permitir que os revisores aprendizes adquiram um método de trabalho eficaz.

Postagens mais visitadas deste blog

Revisão de textos e tecnologia: de ontem para hoje

Tecnologia e revisão: ontem e hoje.“Uma máquina pode fazer o trabalho de 50 homens comuns. Não há máquina que possa fazer o trabalho de um homem extraordinário.” (Ebert Hubbard, escritor americano, 1856- 1915).— Os robôs chegaram! Os robôs chegaram! Pelo menos é o que a mídia está dizendo. Em muitos empregos, como na lavoura ou nas linhas de montagem, os robôs estão começando a ultrapassar os seres humanos e em breve tomarão seu lugar. Mas os revisores também estão na mira dos robôs (ou dos programas de correção ortossintática). Será que isso significa que nós revisores vamos perder o nosso sustento em poucos anos? Muitos jornais diários eliminaram a presença de revisores na redação, é verdade, mas muito jornais também já deixaram de ser impressos, outros deixaram de existir: não faz mais muito sentido imprimir notícias que ficam velhas antes de a tinta secar! Nosso ofício de revisar está em risco? Não temos tanta certeza…Share on Tumblr
A lenta evolução da revis…

Faça a revisão de sua tese ou dissertação conosco

Keimelion, revisores desde o século passado!Teremos grande prazer em prestar-lhe nossos serviços. Somos profissionais, estamos no mercado de revisão e formatação desde o século passado! Nosso serviço é completamente diferenciado, interativo e oferece um grau de qualidade e pontualidade que não tem concorrência! Revisão de texto acadêmico: todos os aspectos ortográficos, morfossintáticos e estilísticos; coerência macro e micro textual; adequação ao registro culto na linguagem acadêmica formal.Formatação normatizada: composição gráfica, editoração, diagramação segundo a norma indicada, criação de índices e sumários, legendas e tratamento de imagens, tratamento de imagens, gráficos, tabelas ou outros tipos de ilustrações.A formatação é feita segunda a norma indicada pelo cliente: ABNT, Vancouver, APA, e segundo as instruções da instituição a que se destina o texto. Ao cliente que contrata revisão e formatação, ao mesmo tempo, concedemos desconto de 50% sobre o valor da formatação. Para a …

Revisão e formatação de teses

Padrão Keimelion de revisão: o melhor.A Keimelion oferece serviços profissionais para revisão e revisão de teses e dissertaçõespara programas de pós-graduação em todas as áreas acadêmicas desde 1999.Para submeter sua tese de doutorado ou dissertação aos nossos serviços especializados de revisão e formatação, basicamente, assim que você tiver 90% ou mais de seu trabalho redigido, envie para nós que faremos um orçamento e apresentaremos detalhadamente nosso método de trabalho. O endereço de e-mail está aqui ao lado. A revisão de teses e a formatação na Keimelion são feitas por uma equipe composta de revisores e formatadores altamente qualificados com profundo conhecimento de linguística aplicada à revisão e vasta experiência. Todos têm prática com teses e gosto pelo trabalho atendo, cuidadoso e detalhista. Eles têm experiência universitária e científica em muitos campos do conhecimento. Nossos revisores especializados na revisão e correção de teses de doutorado já cooperaram no trabalho …

Revisão de teses – o que faz um bom revisor acadêmico?

Revisar teses e dissertações requer experiência.Selecionar o revisor, contratar e acompanhar o serviçoAo selecionar um serviço de revisão de tese ou dissertação, você compra o trabalho altamente individualizado de um revisor ou de uma equipe de revisores. Portanto, é importante saber que qualidades procurar nesse revisor, ou naquela equipe, porque garantir que você obtenha o profissional certo é a única maneira de ter certeza de que a revisão de sua tese seja feita segundo o padrão necessário. A primeira coisa a procurar – e isso é universalmente verdade para todos os revisores, independentemente do que eles estejam revisando – é a atenção imprescindível aos detalhes. Grande parte da tarefa do revisor é detectar erros muito pequenos, como hifens incorretos, ponto e vírgula representando dois pontos ou números notas de rodapé do lado errado de um ponto final. Perceber esses detalhes requer conhecimento linguístico, mentalidade crítica e treinamento profissional. Não apenas os detalhes, …

Função do revisor como controle de qualidade

Função do revisor de textos.A revisão é uma forma de controle de qualidade apresentada pelo revisor no processo e no produto. Share on Tumblr
Todos reconhecerão que o autor, independentemente de sua formação e do gênero textual produzido, não pode fornecer versões impecáveis de seus escritos em todos os momentos. A questão que surge, então, refere-se à qualidade buscada pelo autor ou pelo serviço de revisão. Pode-se questionar a utilidade do controle de qualidade em relação ao custo que ele representa. Um autor pode decidir não revisar seu escrito, assumindo o risco de apresentá-lo com qualidade inferior à pretendida. Uma série de argumentos poderiam apoiar tal decisão: documentos de baixa importância ou escopo limitado, orçamento incompatível com o custo exigido por um serviço de revisão de alta qualidade – então, é o autor que assume conscientemente o risco de apresentar o texto de qualidade inferior. A revisão está associada à melhoria de qualidade textual em …