Pular para o conteúdo principal

Definições e a prática do revisor de textos

Práticas do revisor de textos.

Ao tentarmos definir o revisor por suas ações, usamos as palavras intercessão, intervenção, interferência e mediação quase indistintamente, tomando uma pela outra, naquela primeira passagem, sem estabelecer as nuances de cada uma, num exercício de sinonímia e mesmo de esvaziamento semântico de cada uma delas para integrar os sentidos de todas elas e extrair, de cada uma, parte de seu significado – abandonando um pouco as significâncias. Naquele momento, esse jogo de palavras procurou definir um profissional pelas suas práticas, o que é uma forma aceitável, mas não completamente satisfatória; poderíamos ser acusados de tautologia: revisor é quem revisa, já que interceder, intervir e mediar um texto são atividades que expressam as práticas da revisão!
O revisor defende seu texto, você vai defender sua dissertação

A formatação profissional agrega qualidade.

Share on Tumblr
  1. A revisão deve agora evitar se impor como processo de apontar problemas, mas tornando-se um procedimento mutuamente benéfico, em que avança o autor, mas também beneficia o revisor no sentido de que ele seja forçado a chegar ao fundo das questões.
  2. Assumindo a abordagem interacionista do processo de revisão, consideramos inertes às práticas do revisor os seguintes pressupostos:
    (i) a linguagem tem papel central;
    (ii) é necessária a utilização de conhecimentos linguísticos, textuais e contextuais;
    (iii) são também mobilizadas representações e conhecimentos relativos aos modelos de gêneros.
  3. Esse jogo de palavras procurou definir um profissional pelas suas práticas, o que é uma forma aceitável, mas não completamente satisfatória; poderíamos ser acusados de tautologia: revisor é quem revisa, já que interceder, intervir e mediar um texto são atividades que expressam as práticas da revisão.
  4. Assim como com o tempo utilizado, o revisor terá que adaptar sua revisão de acordo com as condições todas em que o autor trabalhou: ruídos e dispersões a que esteve submetido no ambiente de trabalho ou em função de preocupações latentes durante a redação.
  5. De fato, a grande vantagem da revisão reside em que o revisor pode se colocar no lugar do leitor-alvo, alheando-se do eu autoral.
  6. Não se podem produzir catarses tão díspares quanto emular a um só tempo as personas do autor e do leitor, mas o avatar do revisor transcende entre os dois corpos abstraindo-lhes as almas.
  7. A relação entre revisor e revisão, como prática e como produto, toca em importante dimensão profissional da revisão.
  8. Antes de perguntar sobre parâmetros de revisão, o revisor deve primeiro determinar como ele abordará o objeto: ele vai ler o conjunto e depois proceder as interferências com a visão global, ou ler interferindo já de imediato?
  9. A qualidade da revisão se deve menos à escolha da ordem de leitura que ao fato de aderir a um procedimento sistemático, ler os textos na ordem lógica traz benefício.
  10. O fato de o trabalho do revisor ser tão maltratado talvez seja devido à pouca visibilidade; assim, pouco se fala em revisão e pouco é revisado, muito pouco é revisado adequadamente, e a bem pouca visibilidade sempre significa controle deficiente das posições de mercado.
  11. Certos textos absolutamente precisam ser revisados, por exemplo, relatórios anuais, discursos, documentos de grande circulação, documentos sensíveis e comunicações oficiais, enquanto outros podem estar sujeitos a um controle mais limitado.
  12.  No caso extremo em que o escrito seja tão ruim que não seja passível de revisão (podemos garantir que esse limite está situado no campo real!), o revisor deve recusar o serviço e garantir que o texto seja devolvido ao autor para melhoria.

Postagens mais visitadas deste blog

Competências para revisão de textos

Competências para a revisão de textos. A revisão de texto é um procedimento complexo de intervenções, inversões, supressões que visa aumentar a legibilidade de uma tese ou dissertação . Já que ninguém nasce revisor , nossas mãos não são guiadas por algum conhecimento místico que sentimos nos ossos enquanto checamos textos alheios. As habilidades necessárias para a revisão podem ser adquiridas por revisores praticantes enquanto trabalham, mas essas habilidades também podem ser aprendidas no treinamento prático organizado. Os revisores possuem competências específicas: possuem conhecimentos linguísticos e extralinguísticos necessários para a redação , estão perfeitamente cientes das expectativas da indústria do livro e das ferramentas tecnológicas que auxiliam na revisão, possuem as habilidades psicofisiológicas e cognitivas necessárias essenciais na profissão, bem como estão aptos à transferência  de competências estratégicas. Revisores reparam omissões, excluem adições desnecessárias

O que faz um revisor de textos

O trabalho do revisor de textos. A revisão é a atividade dos linguistas profissionais em que se aperfeiçoam as características do documento original que estejam aquém do aceitável, conforme determinado por algum conceito de qualidade ou segundo um manual específico, e em que se fazem quaisquer correções e melhorias necessárias e cabíveis. Mas o trabalho de revisão não é o mesmo sempre, depende do objeto – o documento escrito, depende da demanda de quem contrata o serviço e depende da finalidade do produto a ser entregue. Com alguns textos, por exemplo, o trabalho do revisor é restrito à correção : omissões, falhas de digitação, barbarismos, problemas de semântica e desvios das regras da linguagem padrão. Com outros textos, os revisores também devem fazer melhorias de fundo : melhorar a qualidade da escrita, fazer edição estilística; eliminar problemas de ambiguidade ou incoerência e fazer pequenos ajustes no sentido de melhorar a comunicabilidade: assegurar que o leitor vá entender

A importância da formatação e da revisão

A importância do trabalho de um bom revisor. O processo de revisão de textos requer várias leituras. Depois de longos meses de trabalho, seu romance parece pronto para ver a luz – sua tese está prontinha para ser depositada. O volume está lá, em sua mesa, ele olha para você e só espera para ser publicado ou defendida. Você lê e relê, até não aguentar mais, tentando encontrar a menor das imperfeições. Tem certeza de que fez tudo? Nunca se tem essa certeza! Os erros se escondem bem . A forma de uma obra é tão importante quanto o seu conteúdo e alguns erros podem irreparavelmente arruinar o seu sucesso. Por esta razão, é realmente importante dedicar muita atenção à fase de formatação e revisão. Share on Tumblr Seguir @keimelion Tweetar Fazer a formatação significa dar ao texto o cuidado pré-editorial, uniformizar a apresentação e, quando se trata de um texto acadêmico, aplicar rigorosamente aquele monte de normas que foram indicadas. A revisão é uma série de leituras cuidadosas

Perfil de um bom revisor profissional

Perfil do revisor profissional. O revisor deve ter senso de comunicação e mente aberta, bem como ser excelente leitor e ouvinte, paciente e seguro. Em primeiro lugar, o revisor deve ter sólida formação linguística , capacidade de identificar e interferir segundo o gênero do escrito em tela, competência textual e editorial, proficiência em pesquisa, capacidade de aquisição e processamento de informações, bagagem cultural, bem como treinamento técnico-procedimental. O que o diferencia do autor – quanto à habilitação – é sua experiência no campo da textualidade, o domínio da mídia. O revisor deve ser alguém com a experiência necessária nos gêneros textuais envolvidos e que tenha os talentos necessários, um conjunto de qualidades específicas do revisor que tentaremos examinar com mais detalhes. O revisor trabalha sempre em conjunto com o autor. Share on Tumblr Seguir @keimelion Tweetar A revisão completa consiste em observar todos os mais diversos aspectos da textualidade e fazer as

Função do revisor como controle de qualidade

Função do revisor de textos. A revisão é uma forma de controle de qualidade apresentada pelo revisor no processo e no produto.  Leia muito e escreva bastante. Revise conosco. Share on Tumblr Seguir @keimelion Tweetar Todos reconhecerão que o autor , independentemente de sua formação e do gênero textual produzido, não pode fornecer versões impecáveis de seus escritos em todos os momentos. A questão que surge, então, refere-se à qualidade buscada pelo autor ou pelo serviço de revisão . Pode-se questionar a utilidade do controle de qualidade em relação ao custo que ele representa . Um autor pode decidir não revisar seu escrito, assumindo o risco de apresentá-lo com qualidade inferior à pretendida. Uma série de argumentos poderiam apoiar tal decisão: documentos de baixa importância ou escopo limitado, orçamento incompatível com o custo exigido por um serviço de revisão de alta qualidade – então, é o autor que assume conscientemente o risco de apresentar o texto de qualidade inferior