Pular para o conteúdo principal

Quinze dicas para a hora de defender a tese

Defesa de tese ou dissertação: hora H!

Depois de ter concluído a tese, é essencial que o aluno se prepare para a apresentação oral do trabalho. 
Um excelente texto não garante que a exposição na etapa final seja boa e, se o aluno não apresentar a tese de forma satisfatória, os examinadores podem subestimá-la ou até mesmo duvidar da preparação científica do candidato.
A defesa da tese é um ritual que pode ser muito bem aproveitado.
O candidato se prepara redigindo o texto. A Kemelion prepara o texto, revisando e formatando.
Geralmente a apresentação oral da tese é geralmente é feita por meio de slides em Powerpoint ® (ou software similar) contendo texto, figuras, tabelas, desenhos e fotografias. Bons slides não são tudo. O aluno deve estar preparado e conhecer ponta a ponta o conteúdo, coordenando bem a apresentação conforme explica os slides e se comportando de forma adequada durante essa etapa do trabalho. Abaixo apresentamos algumas dicas, tanto referentes à formatação e estilo da apresentação de slides, como à discussão da tese – aplicáveis a muitos contextos, como um concurso, entrevista de emprego ou uma apresentação de negócios.

É necessário ter familiaridade com o equipamento!

1) Conheça antecipadamente o material disponível para apresentação oral e prepare um número adequado de slides. O tempo para apresentar cada slide pode variar de alguns segundos quando a informação for simples, ou um pouco mais caso se trate da apresentação de dados mais complexos, como tabelas, figuras e gráficos. Além disso, é necessário evitar concentrar muita informação em um slide (em um esforço para reduzir o tempo total de exposição), mas procurar dividi-los, por exemplo, em dois slides mais simples. Os slides complexos tornam mais difícil a apresentação pelo autor e a compreensão da plateia, que facilmente se distrairá e perderá o foco do discurso.

Apenas o essencial é apresentado em slides! 

2) Apresente em cada slide apenas as informações essenciais. O conteúdo mais profundo deve ser desenvolvido oralmente, pois o apresentador tem papel fundamental na apresentação. Assim, é absolutamente desaconselhável transferir parágrafos inteiros para slides, procurando apresentar frases curtas ou listas com marcadores sobre os mais importantes aspectos a serem discutidos.

Não é hora de animações e muitas cores! 

3) Utilize slides com as seguintes características:
  1. Fundo escuro (texto não criptografado) ou claro (texto escuro), aspecto homogêneo, preferencialmente sem figuras, desenhos no fundo ou nuances que afetem o contraste entre o texto e plano de fundo.
  2. Contraste de cores (por exemplo, uso de fundo escuro com letras brancas, evitando tons de vermelho). Não exagere no número de cores utilizadas, procurando diferenciar títulos de legendas e informações secundárias.
  3. c) Use um estilo de fonte legível à distância (por exemplo, Arial ou Times New Roman, normal ou negrito, tamanho 28 pt para o título, subtítulo 26 e 22 ou 24 pt para o texto principal. Para dados numéricos em tabelas e figuras, utilize 20 pt. Evite aplicar fontes muito pequenas ou muito grandes.
  4. d) Adeque o espaçamento (no mínimo 1) e prefira centralizar o texto, exceto em títulos.
  5. e) Verifique se figuras, tabelas e outros recursos do tipo, estão bem visíveis e de fácil entendimento, com legendas e descrições que as completam. 

Não haverá Oscar para efeitos especiais.

4) Evite o uso de slides com muitos "efeitos especiais" (animações engraçadas, desenhos, sons, etc) ou com formatação diferente de um slide para o outro (plano de fundo, cores, fontes, etc.), pois isso pode distrair o público sobre o real conteúdo que você deseja transmitir. Além disso, erros como esse dão a sensação de superficialidade, imaturidade e falta de atenção aos aspectos científicos e técnicos do trabalho.

O tempo é restrito, fale o básico: o importante você já escreveu! 

5) Atente para o tempo máximo permitido para a apresentação. É uma falha grave e frequente exceder o tempo máximo permitido para exposição ou a apresentação muito rápida de slides para conseguir expor tudo a tempo. Uma apresentação muito longa faz parecer que o candidato é incapaz de coordenar as informações ou que não preocupa com o auditório ou com os próximos alunos que também apresentarão seus trabalhos. Portanto, o aluno deve treinar quantas vezes forem necessárias para a duração da apresentação não ultrapassar o limite permitido ou ter que falar depressa demais para caber no tempo, pois isso sem dúvida irá prejudicar a qualidade da apresentação. Neste caso, a melhor solução é reduzir o número de slides preparados inicialmente, para que você esteja mais autoconfiante durante a apresentação oral.

Divida o tempo entre as coisas que precisam ser ditas! 

6) Exiba um slide com o título (não esqueça), um contendo os principais tópicos da apresentação (ou esquema de índice) seguido por outros, que lhe darão uma breve introdução sobre o estado da arte do tema estudado (5 minutos no máximo) e em seguida, inicie o conteúdo específico da tese. Após os objetivos da tese (1 min), descreva brevemente os materiais e métodos (2 min) e em seguida enfatize os principais resultados que serão discutidos de forma clara e concisa (10 min). No final, apresente as conclusões para destacar as principais conclusões do estudo, a aceitação ou rejeição da hipótese testada e os estudos a serem feitos sobre o tema (2 min). Para essa primeira etapa da apresentação, o aluno deve gastar em média 20 minutos. 

Ensaio é importante, mesmo que seja diante do espelho!

7) Apresente a tese, pelo menos uma vez, a outra pessoa (colega, amigo, parente), antes de apresentá-la à banca; assim, certifique-se de que os slides são formatados corretamente, de que o conteúdo está correto e bem conhecido e, acima de tudo, que seja respeitada a duração concedida para a apresentação; este procedimento pode fazer você notar as atitudes erradas, verificar que o tempo é respeitado ou dar-lhe alguns outros conselhos úteis. Você também pode gravar um vídeo caseiro de sua apresentação, para ver os erros que estão sendo cometidos é excelente.

Imprima cada slide e leve com você em papel!

8) Leve consigo uma cópia física de todos os slides, para evitar maiores problemas caso haja problemas técnicos com o computador durante a projeção. Imagine: pode até faltar energia na hora da apresentação, a defesa da tese não será adiada por isso.

Fale sempre olhando para o público principal: a banca examinadora!

9) Fale olhando principalmente para a comissão julgadora e se possível também para o público (dependendo da sua posição), evitando olhar constantemente para o monitor do computador ou tela. Ter o material impresso também facilita para esse fim. Slides devem ser comentados pelo aluno e não simplesmente lidos. 

Cuide da projeção de sua voz e do volume da fala!

10) Evite falar em voz baixa e no mesmo ritmo, pois a monotonia reduz a atenção do público. Além disso, procure usar a linguagem apropriada e conforme a norma, buscando não falar em gírias ou coloquialmente. Defesa de tese é um momento formal e as atitudes do candidato são muito importantes.

Tente não ficar estático, ocupe seu espaço!

11) Movimente-se pouco ou fique completamente imóvel, sempre se certificando de não bloquear a visão da tela para o público e banca – é possível manter a distância necessária da tela usando um ponteiro laser ou vara. Mantenha o comportamento adequado (por exemplo, não balançando ou colocando as mãos nos bolsos). 

Anote cuidadosamente as questões colocadas pelos examinadores. Escreva!

12) Tome cuidado com as perguntas feitas pela comissão. Pense alguns segundos antes de responder e, se a pergunta não é clara, peça que seja repetida ou reformulada. Tente dar uma explicação plausível às questões solicitadas e, caso não encontra a resposta para uma pergunta, admita a falha para não ter inventar algo instintivo que provavelmente não será a resposta correta e ainda sinalizará um comportamento nada científico ou profissional, sugerindo que o candidato é uma pessoa pouco credível. 

Vista-se segundo o costume em sua instituição!

13) Vista-se adequadamente (sem excesso) e fique tranquilo, lembrando que o exame é realizado por especialistas que valorizam o compromisso, a precisão, a seriedade e a humildade do estudante na apresentação da sua tese. Senhoras e senhoritas: cuidado com saltos muito altos e excesso de maquiagem; senhores, não é hora de usar jeans.

Assista outras defesas no mesmo programa!

14) Lembre-se, para finalizar, de que conversar durante a apresentação de outros trabalhos é sinal de grosseria e perturba o apresentador e as outras pessoas que queiram acompanhar a apresentação. Aliás, esta dica é válida para qualquer evento (conferência, workshop, doutorado, entre outros) em que uma pessoa está apresentando oralmente um trabalho.

Faça a revisão do texto da tese antes de depositá-la!

15) Nada pode ser mais desagradável para um candidato de mestrado ou doutorado que a banca ficar indicando erros gramaticais no texto a ser defendido. Você pode defender suas ideias, seus estudos, mas não há justificativa nem argumento para afastar problemas de redação, contrate um revisor profissional! Nós da Keimelion estamos aqui para isso!

Postagens mais visitadas deste blog

Normas básicas de digitação

Vale a pena digitar corretamente. A digitação correta é uma prática em desuso. Quase ninguém mais se preocupa com conceitos básicos da datilografia que foram transposto à digitação. Entretanto, formatar uma tese ou dissertação é infinitamente mais complexo que saber digitar num processador de textos. Nada dispensa a boa revisão . Um dos motivos pelos quais  o trabalho do revisor é  indispensável é porque  ninguém mais digita como  se deve. Aqui estão alguns problemas que sempre identificamos nas digitações problemáticas: A lacuna que separa os elementos gráficos (por exemplo, entre duas palavras) deve ser feita por um e apenas um espaço. O recuo do parágrafo, o alinhamento recuado das citações ou das tabelas etc. devem ser feitos por tabulação (ou então pelo recurso de estilo ou modelo, dos programas de edição de texto do computador). Não há espaço antes da pontuação (ponto, ponto-e-vírgula, vírgula, dois pontos). Há um espaço (e apenas um) depois da pontuação (ponto, ponto-e-vírgul

Como escrever um texto acadêmico - as melhores dicas!

Aspectos gerais e específicos do texto acadêmico Um texto científico ou acadêmico é um complexo trabalho dissertativo ou narrativo que tem características próprias sobre sua concepção, criação e apresentação.  Bons textos científicos acrescentam conhecimento mesmo quando levantam novas dúvidas, novos problemas ou novas abordagens sobre uma questão, permitindo que leitores encontrem realidade e humanidade em palavras que foram completamente estruturadas para apresentar ou discutir um enfoque específico de um tema. Não importa qual tipo de texto você queira ou necessite escrever – pode ser uma tese de livre-docência, de doutorado, uma dissertação, monografia, um artigo científico, relatório – você precisará de disciplina, energia criativa e de dedicação para a pesquisa, criação, revisão e edição do texto. Apresentamos algumas sugestões para contribuir na redação. Cada tipo de texto científico tem suas características. Familiarize-se com o tipo de texto que pretenda produzir. Antes de c

Como escrever o resumo de sua tese ou dissertação

Melhore o resumo de sua tese ou dissertação. O resumo é parte necessária da apresentação final de uma tese , dissertação ou mesmo de um artigo. A versão final do resumo terá de ser escrita depois que você terminar de ler a sua tese para enviar ao revisor do texto. Um resumo prévio, escrito nas diferentes fases do seu trabalho vai ajudar você a ter uma versão curta de sua tese a cabeça. Isso vai conduzir seu pensamento sobre o que é que você está realmente sendo feito, vai ajudá-lo a ver a relevância do que você está trabalhando no momento dentro do quadro maior, e ajudar a manter os vínculos que acabarão por conferir unidade à tese (dissertação, TCC, artigo). Resumo é uma apresentação concisa dos pontos relevantes de um documento (NBR 6028:2003). O que é um resumo? O resumo é um componente importante da tese. Apresentado no início da tese, é provável que seja a primeira descrição substantiva do trabalho a ser lida por um examinador ou qualquer outro leitor externo. Você deve vê-lo com

Como começar a escrever a tese ou dissertação

Dicas básicas para dar início à redação da tese Aqui vão algumas dicas para escrever teses e dissertações , ideias simples e práticas, para ajudar em problemas de como começar e como organizar, subdividindo a enorme tarefa em partes menos árduas para, em seguida, trabalhar nas partes.  Também vamos explicando, de maneira prática, como sobreviver à provação que a tese representa. Não é para ninguém morrer escrevendo a dissertação ou tese.  Estamos incluindo uma estrutura sugerida e orientação sobre o que deve haver em cada seção. Originalmente escrito para estudantes de pós-graduação ciências duras (física, matemática, engenharia), boa parte dos exemplos específicos fornecidos são tirados dessas disciplinas. No entanto, pode utilizado e apreciado pelos alunos de pós-graduação em várias áreas de Ciências e Humanidades.  Para começar a escrever a tese Quando você vai começar, escrever uma tese ou dissertação parece uma operação longa e difícil. Isto é porque é demorado e difícil mesmo!